Comunicado do Presidente da Direcção

Data 15 Agosto 2019

Comunicado do Presidente da AAPM – Associação de Amigos do P.e Moura, sita no Complexo Habitacional do Crasto, a propósito do depejo de bens alimentares em contentor de lixo deste complexo.

 

Eu, Manuel Biltes, assumo a função de presidente da Direcção da AAPM, enquanto tal sou seu responsável e gestor primeiro.

 Assumo a responsabilidade pelo acto condenável e negligente que consistiu em não serem distribuídos aos agregados familiares das crianças do complexo habitacional, as sobras (parcas) de produtos alimentícios detectados agora, sem meu conhecimento, poi que dei instruções, aquando da suspensão de actividade do ATL, às colaboradoras à altura, para que o espaço do ATL ficasse limpo e os géneros fossem distribuídos, em primeira mão, aos agregados das crianças que tivessem frequentado o ATL, discriminação positiva que me pareceu justificável.

A suspensão e actual encerramento do ATL verificou – se em virtude da inexistência de inscrições de crianças utentes do ATL, para assegurar o funcionamento, economicamente sustentável, no ano lectivo de 2018 – 2019, à data do início do mesmo, 4 crianças com pagamentos feitos e 2 intenções.

Na altura não houve rede social que nos valesse.

Inspeccionei, muito recentemente, as instalações do ATL, que a AAPM pretende destinar ao funcionamento de uma resposta social para os seniores, primeiramente dirigido aos idosos do Complexo, inspecção que teve em visita uma avaliação exaustiva da adequação das mesmas àquelas actividades.

Deparei – me, pelo maior, com sacos de pão seco, dúzia e meia de embalagens de pão - rico, 2 caixas de mini - crackers, alguns pacotes de batatas fritas, 12 garrafas de sunquick, 10 embalagens de leite, alguns chupa-chupas, 3 packs de yogurtes líquidos.

Tudo isto “armazenado” em zonas pouco visíveis, “armazenamento” intolerável que obviamente, desconhecia, mas de que, insisto, assumo a responsabilidade enquanto responsável máximo da AAPM, em primeira mão, a operacional da AAPM!

Condeno com toda a veemência, mas não posso remediar, antes aprender com este erro.

O prazo validade de todos os produtos coincidia com Julho / Agosto de 2018, não podendo, em consciência, serem, agora, distribuídos.

Procedi ao despejo destes produtos fora de prazo para o interior do contentor de lixo indiferenciado, junto à sede da AAPM, que será recolhido e reciclado pela Lipor.

Ingenuamente, fi – lo às claras, quando poderia, por exemplo levá – los “às prestações”, para a Lipor, sem que o mal fosse evitado. Esse  “despejo de lixo” terá sido observado por habitantes do nosso bairro e, grande parte, foi retirado do contentor e exposto no passeio circundante, ontem 13 de Agosto, pelas 14h30.

Algumas das mães de crianças anteriormente frequentadoras do ATL reagiram, com razão, de forma indignada, mas algo excessiva. Uma das assistentes fotografou os géneros, postou na conta do Facebook da AAPM diversas fotos, algumas de várias perspectivas dos mesmos géneros, com um comentário criticando duramente a AAPM.


Por coincidência, esta expressão de descontentamento ocorreu durante uma deslocação de brigada da PSP para a elaboração de nota de ocorrência relativa à danos de um vidro da cave e o desaparecimento de 3 estores, em tempo indeterminável com rigor, no sentido de dar conhecimento circunstanciado à Câmara Municipal de Gondomar, proprietária das instalações, e formular pedido de reparação.

A AAPM, está em actividade desde 1997.

Se é verdade que existiu um acto de grave negligência não se sopesou o funcionamento do ATL, desde 2003 até Julho de 2018, iniciado com 40 crianças, hoje homens e mulheres certamente gratas a esta instituição que mitigou, realmente, nesses anos difíceis de  recessão, e durante vários anos, a fome a muitas crianças dando sopa e, rovidenciou lanches, desenvolveu facilidades pedagógicas, lúdicas e transporte escolar, tudo a preços incomparavelmente mais baixos que os demais ATL, no limite económico. Assegurou, mesmo, apoio pontual de âmbito psicológico e familiar.

A quebra demográfica e o passar dos anos pelas "fornadas" de crianças foi reduzindo drasticamente as inscrições.

Organizou festas escolares e períodos de praia cvisitas pedagógicas.

Organizou “feirinhas” sociais, e recolhas de fundos, conviviod de sócios, amigos e pais de crianças

A AAPM foi entidade da rede FEAC - Fundo Europeu de Auxílio aos Carenciado, distribuindo bens alimentares transportados pelo Banco Alimentar, actividade de que se viu impossibilitada de continuar a fazer a partir de 2017, face às desmesuradas exigências do Procoop.

Tem em funcionamento o  Gabinete de Inserção Profissional de Baguim, que apoia jovens e adultos desempregados na reinserção no mercado de trabalho.

Assinou muito recente um protocolo com o Centro Qualifica de Gondomar para extensão da actividade nesta freguesia de Baguim.

Tem em avaliação a referida promoção, se possível através do Procoop, da resposta social para seniores,em possível colaboração com a recém surgida associação social criada no Complexo Habitacional.

Vai longa a assumpção individual de responsabilidades, a comparação de grandeza entre apontualidade da situação face ao passado e presente da actuação da AAPM.

Todos os grandes incêndios começam por uma pequena chama, em terra queimada é mais dificíl frutificarem frutos.

Aos associadoDashboards e aos amigos da AAPM, aos restantes membros da Direcção da AAPM, aos que boa mente, num momento de indignação, condenaram, em corrente mais emotiva que informada, a AAPM, quiçá não conhecendo o seu passado, presente e projectos de futuro, peço, pela minha parte que possam esclarecer esta circunstância, e tão só reconhecer o papel fundamental da AAPM no desenvolvimento da vida social do Complexo Habitacional do Castro, desde o seu início, presente e  no futuro.

Perante este facto condenável, a minha resposta ´é continuar com mais empenho e inteligência no cargo de Presidente da Direcção dando o meu contributo à AAPM

AAPM, 14 de Agosto de 2019

 

Manuel Biltes

Presidente da Direcção da AAPM

Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a utilizar o website, assumimos que concorda com o uso de cookies. Aceito Ler Mais